Covid 19 X Vitamina D

Covid 19 X Vitamina D

22/05/2020 às 21:39:54

Há pelo menos 35 publicações mais relevantes sobre Covid-19 e Vitamina D mostrando: associação entre hipovitaminose D com maior chance de complicações e de mortalidade por covid-19 (10 vezes maior após correção para idade, gênero e presença de comorbidades) e hipocalcemia (cálcio baixo sanguíneo) relacionada a deficiência de vitamina D como fator de risco para mortalidade por COVID.
→ É claro que a exposição à luz solar entre 10h as 16h é necessária sempre que possível e alimentação rica em vitamina D3 como peixes e ovos deve ser associada. A suplementação farmacêutica, deve ser feita com as orientações médicas, não é somente repor a VitD3, é trabalhar com Vitamina A, magnésio que contribuem para melhor absorção e melhora dos níveis séricos da mesma. Lembre que seu corpo é uma ORQUESTRA. A meta seria atingir pelo menos 40 ng/ml de D3, recomendado pela Sociedade de Endocrinologia Americana. Vamos a alguns estudos...
♦  Estudos recentes realizados por italianos na Universidade de Tumin encontram correlação entre deficiência de vitamina D3 e os pacientes italianos diagnosticados com o novo coronavírus. Já é de conhecimento médico que há evidências científicas dos efeitos positivos da vitamina D na prevenção de quadros infecciosos em geral, respiratórios e de doenças que podem reduzir a expectativa de vida, e sobre o COVID 19, eles sugerem que esse hormônio pode prover uma maior resistência à infecções graves por Covid-19.
♦ Outros 2 estudos (abril e maio/20), um deles que saiu European Journal of Clinical Nutrition, sugere o uso de vitamina D como aliada do organismo afim acelerar a recuperação e reduzir gravidade e risco de mortes nos casos de infecção pelo novo vírus. Conforme a pesquisa, pacientes com imunodeficiência comum e adultos mais velhos diagnosticados com deficiência leve a grave de vitamina D, constituem grupos de alto risco para contrair doenças graves por COVID-19 e por seus efeitos diretos na proliferação e atividade das células imunes, é interessante avaliar sua suplementação em doses altas como adjuvante a intervenção terapêutica tendo, segundo eles, efeito significado clínico substancial.
A Nature em 12/05 publicou artigo que endossa o que Dr Cícero Coimbra preconiza há anos, fala dos benefícios já citados e cita que o risco de contrair infecções respiratórias foi 2x menor se VitD3 > 95 nmol/l e o número de dias de doença também foi 5x menor. Mais estudos clínicos estão sendo realizados no mundo e cada pessoa deve ser tratada e vista de forma individual!
♦ Cuidado com o que usa sem orientação, pois há efeitos colaterais dos próprios excipientes (parabenos,lactose), sendo importante receber orientação, são detalhes que fazem diferença;
♦ Cuidado com o que usa sem orientação, pois há efeitos colaterais dos próprios excipientes (parabenos,lactose), sendo importante receber orientação, são detalhes que fazem diferença.
Refências: 1. Ebadi M, Montano-Loza AJ, Perspective: improving vitamin D status in the management of COVID-19. . Eur J Clin Nutr . 2020 May 12. Doi: 10.1038/s41430-020-0661-0. 2. POSSIBLE ruolo preventivo e terapeutico della vitamina D nella gestione della pandemia da COVID-19. In: ISAIA, Gean Carlo; MEDICO, Enzo. Possible ruolo preventivo e terapeutico della vitamina D nella gestione della pandemia da COVID-19. 1.0. 1. ed. Torino, 20 mar. 2020. Disponível em: https://www.unitonews.it/index.php/it/news_detail/la-carenza-di-vitamina-d-un-fattore-di-rischio-linfezione-da-coronavirus. Acesso em: 21 maio 2020.

 

(71) 3035-3539
Avenida Luis Viana, 6462
Salvador

teste